0
Receita

Tarta de Santiago –  e o nosso Verão

24 Outubro, 2017

Este ano não tive férias na praia, mas viajei muito! Estávamos em Julho quando metemos as malas no carro e fomos em direcção ao Norte.
A primeira paragem foi em Barcelos (terra lindíssima) e a nossa missão era ir ao Milhões de Festa. Um festival um pouco diferente ao que estou habituada, mas como o outro diz “primeiro estranha-se e depois entranha-se”. As noites eram passadas entre rojões com muito cominhos e bandas alternativas como … O meu sócio adorou tudo!

Depois da experiência neste festival, estava mais do que preparada para a próxima paragem: Santiago de Compostela. Adorei tanto, tanto, tanto, e espero voltar lá um dia, aliás “mudava-me já para cá!” Quando disse isto ainda não tinha provado as maravilhosas Tartas de Santiago, depois disso fiquei mesmo rendida a essa cidade maravilhosa.

Depois de mais umas horas de carro, chegamos ao nosso destino: Coruña – uma cidade maravilhosa e cheia de vida. Apanhámos por coincidência a semana em que estava a decorrer a Feira Medieval e andamos muitos km a percorrer todas as ruas onde o festival se espalhava. E acreditem que eram muitassss ruasss, muitas barracas, muita gentee, muita comida, muita bebida e muita festa!

Foi por entre essas ruas cheias de alegria que encontramos as maravilhosas e gigantes empanadas. Uma espécie de empada gigante feita numa forma de tarte, onde os recheios podem variar desde atum; frango; vaca; legumes; enchidos, etc. Pegamos em dois pedaços e almoçamos as empanadas acompanhadas claro, de uma bela sangria.

A receita de hoje podia ser uma empanada, mas quando a fiz em casa não tive tempo de a fotografar (tal era a fome). Mas podem encontrar a receita da massa quebrada na re-edição do Caderno de Massas que está finalmente disponível. O recheio podem inventar com aquilo que tiverem por casa, especialmente restos de carnes ou legumes perdidos no frigorífico.


E hoje temos como sobremesa: Tarta de Santigo!

  • 250 g de farinha de amêndoa (ver nota)
  • 250 g de açúcar
  • 5 ovos M, batidos
  • Metade de 1 limão, raspa
  • Canela em pó, ½ colher de chá
  • Açúcar em pó
  • Cruz de Santiago: tire AQUI

Ligue o forno a 180ºC para pré-aquecer. Enquanto isso, misture os ovos batidos com o açúcar e bata ligeiramente só até incorporar. Não é necessário introduzir muito ar nesta mistura. Adicione a amêndoa (ver nota), a canela, o limão e envolva delicadamente até incorporar todos os ingredientes.

Prepare uma forma de tarte com 25cm de diametro com folha de papel vegeta. Verta o preparado para a tarteira e leve ao forno por 25 a 30 minutos, e faça o teste do palito para verificar a cozedura da tarte. Deixe arrefecer antes de decorar com a Cruz de Santiago.

Todas as receitas de Tarta de Santigo que pesquisei online são iguais a esta, mas foi no youtube da La Dolce Rita que eu fiquei a saber que é por ser esta a receita original. Obrigada Rita.

Nota: Em relação à farinha de amêndoa, eu gosto de usar metade da quantidade com pele e a outra metade sem pele. E mais, prefiro fazer sempre em casa no processador de alimentos para deixar alguns pedacinhos ligeiramente maiores e criar uma textura mais crocante na tarte.

Be Nice!